Solar

Solar

quarta-feira, 20 de maio de 2015

Foi com um churrasco que o governo brasileiro comemorou e selou acordo da exportação de carne bovina para o mercado consumidor chinês


A China voltará a importar carne bovina brasileira a partir deste mês, anunciou nesta terça-feira a ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Kátia Abreu, após encontro entre a presidente Dilma Rousseff e o primeiro-ministro chinês, Li Keqiang, em Brasília.

Nove frigoríficos (oito de bovinos e um de aves) receberam hoje autorização para retomar as exportações para o país asiático.

Outras 17 empresas devem receber a mesma habilitação até junho, explicou a ministra após se reunir com o o ministro chinês da Administração de Inspeção de Qualidade e Quarentena, Zhu Shuping.

A China fechou suas portas para a carne bovina do Brasil, o maior exportador mundial do produto, em dezembro de 2012, quando foi registrado no Paraná um caso atípido do mal da "vaca louca".

A reabertura é negociada há mais de um ano, mas a decisão dependia de um trâmitê burocrático, resolvido hoje pelas autoridades do país asíatico, explicou Kátia aos jornalistas.

De acordo com os cálculos do Ministério da Agricultura, as exportações de carne bovina para a China até o fim de 2015 podem representar uma receita de US$ 520 milhões.

Nenhum comentário: