Solar

Solar

terça-feira, 2 de junho de 2015

Jaguari: Fatalidade ou omissão

Graças a Deus não houve vítima na queda da ponte em Jaguari, mas poderia ser diferente, agora o que presenciamos é o que já era previsto, o descaso dos órgãos públicos com a sociedade que paga seus impostos, a velha política de ignorar os problemas. 
Segundo o prefeito João Mario, disse nunca ser notificado quanto a restrições de veículos pesados trafegar na ponte, nem precisava ser notificado, trata-se de uma ponte muito antiga dentro de sua cidade, quanto ao DAER agora fica tirando sua parcela de responsabilidade, afinal é um órgão na qual suas atribuições é de fiscalizar e dar manutenção em estradas e pontes de nosso estado.
O engenheiro Eduardo Rizzatti apontou em seu laudo algumas restrições e reparos na ponte, e tudo continuou como estava. Vivemos em tempos difíceis nas instituições públicas, caso como a queda da ponte em Jaguari é apenas mais um deles, temos um quadro político no geral vicioso, sim, parece que nesse país os políticos fazem um favor a sociedade, quando na verdade lá estão para defender nossos interesses e para isso são muito bem remunerados e se isso não bastasse, são corrompidos pelo sistema que dita as regras em seus interesses pessoais, onde muitos esquecem para que foram eleitos.
Agora não importa os culpados, na verdade a culpa pela queda da ponte em Jaguari, é da omissão, mas o importante é reconstruí-la, que sirva de alerta aos órgãos estaduais e municipais de nosso estado, quanto as suas responsabilidades em administrar nossos interesses e que política se faz com inteligência e amor no coração ao próximo, não para interesses próprios e para o ego. 

Nenhum comentário: