Solar

Solar

quinta-feira, 24 de setembro de 2015

Novos casos de mormo são confirmados e total chega a 8 no RS



O Rio Grande do Sul tem oito casos confirmados de mormo em 2015. Os cinco últimos foram registrados em uma propriedade em Santo Antônio das Missões, na Região Noroeste do estado.
A 17ª Regional da Agricultura confirmou no fim da tarde de quarta-feira (23) que os testes de maleína de cinco éguas deram positivo. Os animais estão isolados e vão ser sacrificados. Outras três fazendas próximas estão interditadas. Outros três casos já haviam sido confirmados em Rolante, no Vale do Paranhana, Alegrete e Uruguaiana, ambas na Fronteira Oeste.
O mormo é uma doença infecciosa que não tem tratamento e pode atingir equinos e humanos. Quando infectado, o cavalo precisa ser sacrificado e cremado. A doença é transmitida pelo contato com o material infectante, tanto diretamente com secreções do doente, quanto indiretamente por meio de bebedouros, comedouros ou equipamentos contaminados.
Em humanos, a doença normalmente se manifesta em até 14 dias. A contaminação acontece pelo contato com animais doentes, fômites contaminados, tecidos ou culturas bacterianas em laboratórios. Os sintomas são febre, lesões com pus, edema de septo nasal, pneumonia e abscessos em diversas partes do corpo. A doença é de difícil tratamento e quase sempre fatal.

Nenhum comentário: