Mercado Melo

Mercado Melo

terça-feira, 1 de novembro de 2016

AES Sul agora passa a ser RGE SUL


CPFL Energia, maior grupo de energia elétrica privado do país, assumiu a AES Sul, que vai se chamar agora RGE Sul, com essa fusão a concessionária gaúcha ampliará a participação do grupo CPFL no mercado de distribuição de energia elétrica para 14,3%.
A partir de agora a CPFL terá 120 dias, para fazer toda a substituição da identidade dos ativos visual da companhia adquirida. 
Nos próximos anos, a expectativa do Grupo CPFL é investir em torno de R$ 1 bilhão na modernização da rede elétrica da AES Sul, dando continuidade ao processo de melhoria dos indicadores operacionais da concessionária. “Dentro do seu plano estratégico de investimento, o Grupo CPFL sempre busca a adoção de novas tecnologias, de padrões de redes e de equipamentos para melhorar a qualidade do fornecimento de energia aos seus clientes”, explica o vice-presidente de Operações Reguladas da CPFL Energia, Luís Henrique Ferreira Pinto.
A médio e longo prazo, todos os processos e sistemas operacionais, comerciais e corporativos da AES Sul serão gradativamente migrados para os padrões do Grupo CPFL, adotados por suas oito distribuidoras. “Essa é uma das vantagens do Grupo ao possuir uma plataforma ‘plug-n-play’, que permite incorporar novos ativos de maneira acelerada. Isso possibilita a captura de sinergias na área de TI, serviços compartilhados, suprimentos, serviços operacionais e comerciais, entre outros”, diz Dorf.
A operação amplia a presença da CPFL Energia no Rio Grande do Sul e retrata a importância estratégica do Estado para o Grupo, onde já atua há mais de 10 anos, seja no segmento de distribuição, por meio da RGE, seja no segmento de geração, por meio da operação de hidrelétricas e usinas eólicas. Com a aquisição, a CPFL Energia passa a ser responsável por fornecer 65% da energia em todo o Estado, atendendo 2,7 milhões de clientes e estando presente em 373 cidades.
“Por estarmos no Rio Grande do Sul há mais de 10 anos, com gestores e colaboradores gaúchos, conhecemos, admiramos e respeitamos as características, a cultura e a realidade do povo gaúcho. Temos a convicção de que a aquisição da AES Sul é mais um capítulo na longa história de contribuição do Grupo para o desenvolvimento socioeconômico do Estado”, afirma o novo presidente da RGE Sul, José Carlos Saciloto Tadiello.
Confira como fica o Grupo CPFL Energia após a aquisição da AES Sul:
Confira como fica o Grupo CPFL Energia após a aquisição da AES Sul:
Ampliação do market share de 12,2% para 14,3%Aumento do número de clientes de 7,8 para 9,1 milhões
Ampliação do número de cidades de 561 para 679
Crescimento do volume de energia faturada de 57,5 mil GWh para 66,4 mil GWh (dados de 2015)
Aumento do número de concessionárias de oito para nove.
Fonte: Assessoria de imprensa da RGE Sul

Nenhum comentário: