Mercado Melo

Mercado Melo

domingo, 11 de dezembro de 2016

Verão também combina com prevenção


Com a chegada do verão, as pessoas tentem a buscar lazer em locais onde seja possível aliviar as fortes temperaturas, é justamente nesse período, que vai desde o início das férias escolares até o carnaval, onde se verifica um acréscimo significativo de mortes não só em nossas praias, mas também em lagos, lagoas, rios, açudes e represas.

Pesquisamos algumas dicas para que você possa aproveitar tudo de melhor que o verão tem a oferecer, mas sem riscos.



– Não mergulhar após lanches e refeições;
– Não se afastar da margem;
– Não saltar de locais elevados para dentro da água;
– Prefira lançar objetos flutuantes (bolas, bóias, isopores, madeiras, pranchas e outros) ou então corda para salvar pessoas, ao invés da ação corpo a corpo;
– Não deixar crianças sozinhas sem a presença de um adulto responsável;
– Identifique nas proximidades a existência do guarda-vidas e permaneça próximo a ele;
– Olhar a sinalização do local, pois a mesma indicará se ele é próprio para banho ou não;
– Evite brincadeiras de mau gosto, como os conhecidos “caldos”;
– Tome cuidado ao caminhar sobre as superfícies rochosas, elas podem estar escorregadias, podendo provocar queda e cortes;
– Instrua a criança quanto ao perigo existente ao entrar em águas mais profundas ou ficar só;
– Não deixar a criança na banheira para pegar uma toalha: cerca de 10 segundos são suficientes para que a criança dentro da banheira fique submersa;
– Não abandone uma criança para atender ao telefone: apenas 2 minutos são suficientes para que a criança submersa na banheira perca a consciência;
– Não deixe uma criança só em qualquer tipo de reservatório d’água, uma criança submersa na banheira ou na piscina entre 4 a 6 minutos pode ficar com danos permanentes no cérebro;
– Nunca deixe a criança sozinha dentro ou próxima da água, mesmo em lugares considerados rasos;
– Mantenha baldes, recipientes e piscinas infantis vazios. Guarde-os sempre virados para baixo e fora do alcance das crianças;
– Feche sempre a tampa do vaso sanitário e tranque a porta do banheiro;
– Em mares, rios, represas e lagos, preste muita atenção na criança. Fique alerta nas mudanças de ondas e correntes, por exemplo;
– Sempre use colete salva-vidas aprovado pela guarda costeira quando estiver em praias, rios, lagos ou praticando esportes aquáticos;
– Saiba quais os amigos ou vizinhos têm piscina em casa e quando seu filho for visitá-los, certifique-se de que será supervisionado por um adulto enquanto brinca na água;
– Instale cercas de isolamento ao redor da piscina com pelo menos 1,5 metro de altura, equipadas com portões e travas;
– Alarmes e capas de piscina garantem mais proteção, mas não eliminam o risco de acidentes. Esses recursos devem ser usados em conjunto com as cercas e a constante supervisão dos adultos;
– Matricule as crianças em aulas de natação.
– Em caso de problemas, ligue imediatamente para o Corpo de Bombeiros, para que o mesmo oriente e auxilie a vítima.

Nenhum comentário: