Mercado Melo

Mercado Melo

terça-feira, 21 de março de 2017

JHONATA ALMEIDA: "Momento Musical"

Buenas!
No “Momento Musical” de hoje, apresento-vos (e comento, pra quem já conhece) uma banda de rock formada no ano 2000, em meio aos incessantes e fundamentados comentários de que “rock bom é rock antigo” ... Sendo bem sincero eu até concordo com essa afirmação, visto que surgiu “pouca coisa boa” de 25 anos pra cá; porém, os caras que são tema deste texto contrariaram essa máxima e conseguiram trazer algo muito bom aos nossos ouvidos...
Estou me referindo à banda de rock americana Kings of Leon.
Formada por três irmãos da família Followill (Caleb, guitarra e voz), Jared (contrabaixo) e Nathan (bateria), além do primo Matthew (guitarra), a banda teve origem após o divórcio dos pais em 1997 e a mudança da família para Nashville; o curioso é que, até pouco tempo antes da formação da banda, os quatro rapazes quase não podiam escutar rock visto que o pai era pastor e eles tocavam na igreja.
Conheci o trabalho do Kings of Leon por acaso, quando às vésperas de um show de rock, a proprietária do estabelecimento onde tocaríamos pediu que tirássemos “a canção preferida dela” e que executássemos no show; nosso guitarrista já conhecia, e eu fui procurar o material para estudar... Foi “paixão à primeira ouvida” ... A canção era “Sex on Fire”, até hoje minha preferida da banda: com um tema “quente”, um riff inicial marcante, uma harmonia simples e um vocal forte, dificilmente passa um dia em que eu não a escute... Lembro bem de quando comecei a ouvir essa canção e me chamou a atenção a entrada da bateria...
O Kings of Leon não é uma banda de rock “pesado”; é bom de ouvir, geralmente aborda temas referentes a relacionamentos e preza muito pelas harmonias das canções, sempre contando com o timbre inconfundível de Caleb.
Depois de citar a minha preferida, dou destaque para algumas outras canções: “I Want You”, com um arranjo inicial bem interessante e um refrão “pegajoso”; “Use Somebody”, introspectiva e alvo de várias versões ao piano e em vozes femininas; “Notion”, mais uma com “intro” bem característica e melodia muito agradável, entre outras como “Cold Desert”, “Knocked Up” ou “Pyro”.
Vale a pena conferir o trabalho dos caras: de tudo que surgiu no rock “recente”, é um dos materiais mais ricos e que mais surpreende por “inovar a mesma coisa” e trazer aos olhos e ouvidos uma gama de canções com personalidade e identidade, sem perder a “veia” do rock mas trazendo muita subjetividade de forma agradável.
“Bora” ouvir o Kings of Leon!
Cabeludo
Jhou Batera //

Jhonata Almeida

Nenhum comentário: