Mercado Melo

Mercado Melo

domingo, 21 de maio de 2017

Jhonata Almeida: "Pensando Alto"

Buenas! No “Pensando Alto” de hoje, o resumo de uma história importante pra mim...

Muito cuidado ao ao olhar
alguém da cabeça aos pés;
procure apenas sentir
e melhorar o que és...
Aprenda como eu aprendi,
ao conhecer o Seu Moisés...

Em 2011 tive a honra de participar do projeto "Música Gaúcha Vai à Comunidade Asilar", apoiado pelo Governo do Estado do Rio Grande do Sul...Foram shows com banda completa e captação de imagens em dez municípios do estado...Quando tocamos em Rosário do Sul, conheci um senhor de 85 anos chamado Moisés...Ele é cego, e estava na minha frente enquanto eu tocava, acompanhando os ritmos com o pé...Quando terminamos de tocar, aquele senhor que havia me cativado, com um chapéu, camisa branca e bermuda me disse que eu havia levado muita felicidade a ele e que ele também era músico...Foi então que trouxeram até ele um violino...E ele tocou "A Praça"...Sem dúvida, um dos momentos mais emocionantes que a Música me deu...Conversei com ele e prometi que um dia eu voltaria para revê-lo...E isso aconteceu...Voltei ao asilo, confesso que com medo de não mais encontrá-lo...Mas para minha alegria, uma das moças que trabalham lá me conduziu até o quarto dele, e eu o reencontrei...Depois de um abraço apertado e das explicações sobre quem eu era, visto que ele não lembrava de mim, perguntei sobre a saúde dele e se ele ainda tinha na memória o dia em que tocamos pra ele...Antes de ir, pedi que ele tocasse novamente pra mim...E ele tocou..."A Praça", anos depois...Fechei os olhos e senti aquela melodia profundamente emocionado, pensando no medo que eu tive de não mais ouvir ele tocar aquele violino que fica guardado debaixo de sua cama...

Obrigado, seu Moisés...Fiquei constrangido, pela situação, quando fui desejar um "Feliz Ano Novo"...Preferi desejar saúde, paz e que Deus o abençoasse...E agradeci por mais um momento daqueles...Contei a ele que desde dezembro de 2011, sempre que vi um violino lembrei dele, e que sempre lembrarei...


Obrigado, Deus, e obrigado novamente, seu Moisés...
Carinhosamente, pensei em compartilhar com você que está lendo esta história um pouco de minha alegria e de minha emoção...

Cabeludo
Jhou Batera //

Jhonata Almeida

Nenhum comentário: