Solar

Solar

terça-feira, 16 de maio de 2017

Santiago: Uma cortina de fumaça paira na incerteza


Nas redes sociais e nas ruas da nossa cidade, não se fala em outra coisa, irregularidades nas eleições municipais passada, boatos de dimensões graves. O blogueiro e amigo Júlio Prates inclusive postou um vídeo onde apela ao Ministério Público providências aos fatos.

Até onde tenho conhecimento das denúncias, acredito que o MP já deveria estar investigando, caso 50% dessas denúncias forem reais, estamos mergulhados a graves crimes eleitorais e escândalos inaceitáveis.

A muito tempo que a interversão do MP é necessária em Santiago e região, muitos boatos e fatos precisam ser esclarecidos, digo mais, a Polícia Federal precisa urgentemente intervir em alguns casos na região com mais força, até mesmo para a sociedade sair dessa especulação do que é fato ou falso.

O que mais me chama atenção que mesmo diante das acusações, ninguém aparece se defendendo, dá a entender que estão ignorando para ver se cai nos esquecimento ou os fatos sejam abafados. Quando se acusa alguém e você não possui provas, você respondera criminalmente por difamação ou injuria, isto é crime, você vai buscar provar sua inocência a qualquer custo caso seja inocente. Espantoso e assustador, que está tudo quieto em Santiago, tantas acusações inclusive se dá nomes aos bois e nada, simplesmente uma cortina de fumaça paira na incerteza...

Justiça Eleitoral, Ministério Público e Polícia Federal, precisam urgente investigar se realmente existe brasa nessa fumaça, a sociedade santiaguense esta inquieta por respostas, e isto sim é um fato, chega de disque, disque, precisamos saber quem é o mocinho e quem é o bandido. Quando envolve criminalidade aos menos favorecidos financeiramente, logo os fatos são esclarecidos e as fotos estampadas em jornais e blogs, a mesma rapidez deveria ser aplicada onde envolve os mais abastados financeiramente...


Até que se prove e julgue culpado, julga-se inocente, mas ainda não vi, ouvi os envolvidos, vir a público lutar por sua inocência...

Nenhum comentário: