Mercado Melo

Mercado Melo

quinta-feira, 25 de maio de 2017

VANDER SANTOS: A SOCIEDADE E A CORRUPÇÃO NO ATUAL CENÁRIO


Vislumbro novamente necessário aferir sobre o nosso cenário nacional político e social, em razão dos últimos acontecimentos.

Inegavelmente a nossa atual situação é crítica e merece uma breve reflexão sobre tais acontecimentos que mostram condutas corruptivas de forma generalizada.

Evidentemente que os acontecimentos sobre a corrupção em nosso País que ultimamente tem vindo à tona comprovam o que aferi em colunas anteriores sobre a corrupção que é uma questão de cultura no Brasil que necessita urgentemente de mudança.

O fato é que nós quanto pessoas, cidadãos e sociedade respectivamente, temos o costume de culpar terceiros por quaisquer problemas que advenham e não aceitamos que somos, nem que minimamente, culpados pela ocorrência dos mesmos, ou seja, intrinsicamente sempre achamos culpados pelos problemas, mas não assumimos nossas responsabilidades e acabamos deixando para lá, para o lado e esquecemos e mantemos a dita culpabilidade de terceiro.

É fato que se a corrupção chegou ao ponto que chegou é que o cidadão, ou seja, nós quanto sociedade acabamos falhando e não fazendo a nossa parte, seja de cobrar por políticas públicas ou na hora do voto.

Mas há sim uma necessidade de mudança de cultura que começa em nossos lares, em nossas residências, sendo que devemos inibir pequenas condutas como chantagear o filho ou filha que se não comer salada não irá comer doce na sobremesa ou chocolate. Sim começa dentro das nossas casas em mudança de pequenos atos e ações, a começar por mais responsabilidade nos atos, em pensar no próximo, ou seja, colocar-se no lugar do outro, se gostaria que fizesse com você o que faz com outrem, em ser mais responsável no próprio trabalho por exemplo com mais seriedade.

Pois a mudança de cultura é necessário para mudarmos e evoluirmos para uma sociedade com política para o povo com menos corrupção, sendo que isso só ocorrerá se mudarmos a começar por nossos próprios atos.

Tanto é que se trata de um dever do cidadão uma vez verificando algum ato corrupto e criminoso deverá comunicar as Autoridades competentes para as devidas providências necessárias, o que por muitas vezes não ocorre, pois acabam ficando quietos e nada fazem a despeito, como se nada vissem.
Convenhamos que isso que acabei da aferir é corriqueiro e comprova o que já aferi sobre as condutas e atos, ou seja, não fazemos a nossa parte.

Não poderia deixar de expor também de forma breve sobre o pedido de impeachment do atual Presidente da República, que ao meu entender plenamente viável e legitimo. O fato é que deve sim ser investigado a fundo, porém existem sim elementos probatórios suficientes, analisando não somente o áudio gravado da conversa de um dos donos da JBS (Friboi), mas todo o conjunto existente, a começar pelo fato que o Presidente Michel Temer em nenhum momento negou a existência da conversa, porém o fato que vos chamo a atenção é que aferiu ter ouvido sobre suposto pagamento de propina à Juiz, Promotor, isto é, a pratica de crimes e nada fez, pois era e é seu dever comunicar na condição de seu cargo público, até mesmo como na condição de cidadão, à Autoridade competente para apurar, o que por vez nada fez, aduzindo ser o dono da empresa JBS um “fanfarrão, mentiroso e falastrão“. Ora se era uma pessoa de conduta imoral de tal monta por ele sustentado, porque o recebeu para uma conversa fora da agenda oficial tarde da noite, bem como outras pessoas e ex-assessores de sua confiança presos em razão de pagamentos (repasse) e recebimentos de propinas em troca de favores.

Convenhamos Senhores, querem iludir e ludibriar a quem, sendo que o conjunto probatório no todo já é suficiente para pedir sim o impeachment.

O fato é que volto a frisar que quão necessário é entender que a mudança disso tudo começa por nós cidadãos que devemos fazer a nossa parte para que possamos aos poucos mudar essa cultura raizada.

Pois Senhores Cidadãos jamais esqueçam que somos sim parte do problema, pois não existe País com governo corrupto e população honesta e não existe nação corrupta com governo ético” conforme expõe LEANDRO KARNAL, pois os políticos são frutos dessa mesma sociedade.


Mudar e necessário, começando por nossos próprios atos.

Nenhum comentário: