Solar

Solar

terça-feira, 18 de julho de 2017

Neto de Getúlio Vargas se suicida

Getúlio Dornelles Vargas Neto, de 61 anos, que era neto do ex-presidente Getúlio Vargas, foi encontrado morto nesta segunda-feira no apartamento em que morava, em Porto Alegre (RS).
Junto ao corpo, que foi encontrado num dos quartos do apartamento por uma funcionária da família por volta de 9h, foram achadas uma arma e uma carta dirigida para a família.
A polícia registrou o caso como suicídio e abriu inquérito para apurar a morte. 
O suicídio é uma marca da família Vargas. Além do avô, que acabou com a própria vida no exercício do mandato de presidente, no dia 24 de agosto de 1954, durante uma grave crise política, o pai de Getúlio Neto, Manuel Antônio Sarmanho Vargas, o Maneco, se matou em 1997, aos 79 anos, com um tiro no peito, assim como havia feito o pai.
Getúlio Neto atirou contra a própria cabeça. Ele morava com uma das filhas — que está em viagem aos Estados Unidos — no bairro de Moinhos de Vento. Segundo informações da polícia gaúcha, ele, que trabalhava na administração de empresas da família, sofria crises de depressão. 
Getúlio Vargas Neto deixa uma companheira e quatro filhos. O advogado foi um dos fundadores do PDT e, mais tarde, filiou-se ao PPS.

Nenhum comentário: