Solar

Solar

sexta-feira, 26 de abril de 2013

Campanha de vacinação contra a gripe é prorrogada até 10 de maio no Estado


A Secretaria Estadual da Saúde informou, nesta sexta-feira, que a campanha de vacinação contra a gripe foi prorrogada em todos municípios gaúchos até o dia 10 de maio.
O Rio Grande do Sul é o estado com maior adesão à campanha no país. Até o início da tarde de sexta-feira, a cobertura havia chegado a 74,1%.
De acordo com dados da Secretaria, 236 dos 496 municípios gaúchos atingiram a meta de vacinar 80% da população dos grupos de risco. Estas cidades seguirão aplicando as doses até o final dos estoques.
Ao todo, já foram imunizadas no Estado mais de dois milhões de pessoas contra os três tipos de gripe mais comuns (dois tipos de Influenza A, H1N1 e H3N2, e a Influenza B).
Os portadores de doenças crônicas respiratória, renal e cardíaca, obesidade mórbida e diabete mellitus devem levar uma prescrição médica ao posto de vacinação para comprovar a sua indicação à imunização.
A campanha do Estado
Quando
Até 10 de maio, em cerca de 1,8 mil postos de saúde do Estado
Número de doses
O Rio Grande do Sul recebeu cerca de 3,185 milhões de doses da vacina. Ela aumenta a proteção contra três tipos de vírus de gripe (dois deles chamados de Influenza A, incluindo o H1N1, e uma cepa da Influenza B)
Grupo de risco
— Pessoas acima dos 60 anos
— Crianças maiores de seis meses e menores de dois anos
— Gestantes (e mulheres que tenham dado à luz até 45 dias antes do início da campanha)
— Portadores de doenças crônicas que tenham recomendação médica 
— Profissionais da saúde e indígenas aldeados
— População privada de liberdade
Contraindicações
— Não devem ser vacinadas pessoas com alergia grave a ovos ou que tiveram reação severa à vacina, pessoas com síndrome de Guillain-Barré (doença do sistema nervoso) ocorrida após receberem a vacina da gripe (a não ser que a gripe em si represente risco sério à saúde), e bebês com menos de seis meses
— Além disso, quem estiver moderada ou seriamente doente e com febre deve esperar a recuperação total antes de receber a vacina da gripe.
Fonte: Zero Hora

Nenhum comentário: