Mercado Melo

Mercado Melo

quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

Governo do Rio Grande do Sul desiste de convocação extraordinária para votar pacote

Análise das medidas será retomada após o período de recesso da Assembleia               

O governo do Rio Grande do Sul desistiu de convocar uma sessão extraordinária da Assembleia Legislativa para votar os últimos itens do pacote fiscal enviado à Casa pelo governador José Ivo Sartori em dezembro do ano passado. Os projetos voltarão a ser apreciados ao final do período de recesso, após 31 de janeiro, data que toma posse a nova Mesa Diretora da AL. A deputada Silvana Covatti (PP), atual presidente da Casa, deixará o cargo para o colega Edegar Pretto (PT). Ainda restam 13 temas a serem debatidos e votados pelos deputados.

Pelo Twitter, o lider de governo na Assembleia, deputado Gabriel Souza (PMDB) confirmou: “O Governo encaminhará votações das matérias ainda ñ apreciadas no período ordinário da Assembleia, no início do ano legislativo. Estamos trabalhando para modernizar o Estado, medidas são importantes e o governo do Estado respeitará o tempo político do Parlamento. Como de praxe, orientação do governador José Ivo Sartori é de muito diálogo com as bancadas. Estamos trabalhando nesse sentido”, publicou.

A votação, no final de dezembro, foi marcada por tensão nas galerias e confronto do lado de fora da Assembleia. Em mais de quatro dias de votação, com sessões que se estenderam até a madrugada, foram aprovadas medidas polêmicas, como a extinção de fundações. Projetos com menos peso político foram aprovados de forma rápida. 
Confira a lista de projetos em Correio do Povo.

Nenhum comentário: