Mercado Melo

Mercado Melo

sexta-feira, 9 de junho de 2017

Zona azul em Santiago: Benefício ou transtorno?


Hoje quero abordar um assunto que venho acompanhando a longo tempo através da imprensa santiaguense, a questão do estacionamento pago em Santiago, não quero debater valores, mas sim critérios usados perante aos usuários em algumas autuações, não sou contra ou a favor do estacionamento pago, este é um outro debate. Recebo várias denúncias de mau atendimento de alguns agentes que atuam na zona azul, mas sou criterioso no que posto em meu blog e prefiro muitas vezes não me manifestar, mas hoje passei por uma situação na qual me senti impotente diante de um questionamento com um dos agentes da zona azul, estacionei o veículo atravessei a rua e não passou os dez minutos de tolerância, retornando tinha a famosa notificação de R$ 14,80 no veículo, ao questionar o agente, fui abordado de forma arrogante e prepotente. “Senhor tem que ir no escritório da firma e pagar senão gera uma multa e se o senhor não concorda é só recorrer, passaram 02 minutos”, diante disso solicitei a presença do supervisor, onde apresentou-se uma mulher como tal, que me tratou da mesma forma, paguei a notificação deixando meus R$ 14,80 e pronto, simples assim R$ 14,80 por dois minutos que não aconteceu...


Agora pergunto de que forma além das câmaras de vídeos o consumidor santiaguense tem para contestar? Segundo o agente 02 minutos se passaram, mas de que forma ele naquele momento tem como provar ao consumidor que se passaram realmente os dois minutos, enquanto o consumidor tem que recorrer da justiça para pedir acesso as imagens para provar que realmente não ultrapassou os minutos de tolerância, gerando um transtorno e um desgaste absurdo para usufruir de seus direitos de consumidor, já a empresa de posse da fé pública pode simplesmente dizer sem provar no momento que você está errado, autuar e pronto, arrecadando um absurdo por 02 minutos que o agente diz que você passou. Este fato aconteceu comigo nessa manhã me senti simplesmente vítima de um sistema que precisamos debater com mais clareza em nossa sociedade, claro que o valor da notificação representa muito no bolso do contribuinte, mas o que mais me deixa perplexo é o mau atendimento e o abuso da fé pública, numa máquina de cassa níquel legalizada, onde o consumidor fica à mercê de critérios que precisam urgentemente serem debatidos sobre o estacionamento na área azul em Santiago. 

Nenhum comentário: