Solar

Solar

sexta-feira, 14 de abril de 2017

Jhonata Almeida: "Pensando Alto"

Buenas!

No “Pensando Alto” de hoje, algumas reflexões sobre o “reclamar”...

É comum que, ao enfrentar um problema, as pessoas apresentem a tendência de esbravejar e de ficar praguejando em vez de procurar soluções racionais para o que está acontecendo...

Eu tive um professor na faculdade que dizia que “se o problema não tem solução, não esquente a cabeça pois não há o que fazer; se ele tem solução, não esquente a cabeça porque ele vai ser solucionado”; eu já não penso tão passivamente assim, mas concordo que reclamar não leva a nada. Ou melhor: leva sim, mas a coisas negativas.

Reclamar multiplica o stress e a sensação de impotência diante da situação negativa, além de não ser eficaz e não resolver nada. Logicamente, o ato de reclamar (do problema ou da vida em geral) é um ato quase reflexo, automático, mas que pode ser substituído ou anulado...

Que tal em vez de cada reclamação, fazer uma oração?
Ou em vez de cada palavra de raiva tomar um copo de água?
Também há uma alternativa infalível: olhar para o lado.
Sabe aquele problema que parece o maior do mundo? O teu vizinho tem um pior, e trocaria de lugar contigo mil vezes. Colocar-se no lugar do outro (que não é exatamente o conceito de empatia, como falam por aí) muitas vezes é um exercício válido, necessário e que traz alívio.

Quando estamos bem, em paz, sem problemas, cada vez que surge algo de negativo temos a sensação de que “é sempre comigo” ou “tinha que ser justo agora” ou “estava muito bom pra ser verdade”; porém, o que não vemos é o quanto estávamos felizes (ou poderíamos estar) enquanto tinha (e tem) muita gente com problemas muito piores do que os nossos.

Claro que não estou dizendo que pelo fato de outras pessoas terem problemas nós devemos aceitar tudo e ainda comemorar; não! O que proponho é uma conscientização de que as coisas sempre poderiam estar piores do que estão e que esse fator deve servir como motivação para não abaixar a cabeça e para buscar soluções com calma e racionalidade.

Sei que não é fácil; quando “junta tudo”, a “barra” pesa... Porém, Deus nos deu um cérebro potente justo para essas horas difíceis, porque quando tudo está bem é muito fácil raciocinar...

Portanto, chega de reclamar!
Olha para o horizonte e tenha fé!
Ou você vai esperar resultados diferentes fazendo a mesma coisa?
Cabeludo
Jhou Batera //

Jhonata Almeida

Nenhum comentário: