Solar

Solar

sexta-feira, 15 de maio de 2015

Piratini voltará a atrasar pagamento da dívida com a União e parcelamento de salários atingirá 7,7% da folha

                 O governador do rio Grande do Sul, José Ivo Sartori, e o secretário Carlos Burigo     
                                                                    
A Secretaria da Fazenda confirmou na tarde desta sexta-feira que a folha de pagamento do funcionalismo público terá atraso no mês de maio. Além do parcelamento, que afetará 7,7% das matrículas de servidores, o Piratini voltará a atrasar o pagamento da parcela de R$ 280 milhões da dívida com a União. Segundo o governo, a "pedalada" na mensalidade da dívida foi a única forma de elevar a linha de corte do parcelamento de salários.

Dessa forma, os funcionários que recebem até R$ 5,1 mil terão os vencimentos quitados em dia, no fim do mês. Quem tem salário acima dessa linha receberá R$ 5,1 mil entre os dias 28 e 31, enquanto o restante será pago apenas no dia 11 de junho. O governo informou que, caso mantivesse em dia a parcela da dívida, a faixa de corte seria de R$ 1,5 mil. Com o atraso, 92,3% dos salários de servidores serão quitados em dia.
O atraso no pagamento dos servidores não afetará funcionários de outros poderes, como o Legislativo e o Judiciário. Embora o dinheiro para as despesas dos órgãos venha do tesouro do Estado, todos têm autonomia orçamentária.
Fonte:Zero hora

Nenhum comentário: