Mercado e Açougue Melo

Mercado e Açougue Melo

terça-feira, 24 de janeiro de 2017

COLUNA JHONATA ALMEIDA: "Momento Musical"

Buenas!
No Momento Musical de hoje, uma parte da análise sobre os benefícios que o estudo de Música proporciona a quem segue esse caminho, mais especificamente ao estudo de algum instrumento musical.
A primeira questão interessante é sobre o aumento da capacidade e da qualidade da memória. Ao estudar Música (no sentido de fazer aulas de canto ou de algum instrumento), rapidamente é possível notar que você se lembra de mais coisas, e com mais detalhes. Existem estudos reunindo grupos de crianças expostas a aulas de instrumentos musicais e uma posterior comparação com outro grupo que não teve as lições. As habilidades de espaço-tempo e as demonstrações de memorização foram mais de 30% maiores e melhores por parte das crianças que estudaram Música.
E a coordenação motora? Melhora notavelmente! Mesmo lendo e executando, ou o pensar-fazer que a prática de cantar o tocar requer, por si só já elevam os níveis de controle motor; porém, a realização de um ritmo, de notas, de sequencias, de harmonias, o reconhecimento dos sons, a independência dos membros, são coisas incríveis de experimentar ao se estudar Música.
Levando em consideração a vontade de tocar com outras pessoas, a valorização do espírito de equipe é muito presente também. Cooperar, respeitar o espaço e o tempo do outro, ser tolerante, auxiliar, trabalhar em equipe, ouvir, esperar, ter seu momento de destaque...Tudo isso se aprende tocando com companheiros de banda, de ensaio, de aulas ou até como diversão.
Também há de se ressaltar a questão da insistência, dos treinos, de ser perseverante. Tocar uma canção de forma perfeita requer estudo, aperfeiçoamento, várias tentativas. Isso valoriza o senso de tentar outra vez, de não desistir; imediatamente após isso, outro prêmio: a sensação de ter conseguido. Gradativamente, aquelas notinhas tocadas de forma certa e a linear execução da canção são algo muito gratificante e enchem de orgulho o aprendiz, motivando-o a continuar e/ou melhorar o que já obteve. Outro fator interessante é a necessidade de aprender a ser organizado e que use o tempo disponível com inteligência. Muitas vezes, meia hora de estudo concentrado é melhor do que duas horas de estudo musical sem foco.
Outro fator relevante é o conhecimento cultural que se adquire: é inevitável conhecer mais cantores, mais instrumentistas, mais histórias, mais canções, mais versões do que já se conhece, assim como as maneiras diferentes de tocar com os regionalismos e características do que está sendo ouvido.
Acha que acabou? Tem mais!
Cabeludo
Jhou Batera //

Jhonata Almeida

Nenhum comentário: