Mercado e Açougue Melo

Mercado e Açougue Melo

quarta-feira, 19 de abril de 2017

VANDER SANTOS: CORRUPÇÃO NO BRASIL E A SOCIEDADE PARTE 2 - CONTINUAÇÃO

Diante da complexidade do tema, observei por prudente e necessário continuar expondo sobre o crítico cenário de nosso País com a corrupção vindo por ora cada vez mais à tona.

Como já aferi na coluna anterior, a corrupção em nosso País não vem de hoje ou pouco tempo, mas sim desde os português chegarem no Brasil.

O fato é que os noticiários ultimamente ganharam evidência com reportagens sobre a corrupção deixando a sociedade estagnada. A Operação Lava Jato da Polícia Federal vem fazendo uma investigação digna de respeito pela sociedade.

Mas o fato é que todas as revelações das investigações nos últimos dias tem corroborado com o que já tinha aferido na coluna anterior que a corrupção não vem de hoje e que também é um sistema grande e sofisticado para usurpar o dinheiro público.

O que mais me deixa perplexo é que a sociedade não aceita que ela é parte deste problema, bem como é sim culpada por chegar ao ponte que está. Sim, infelizmente é uma verdade posta. Digo mais, não aceita que pequenos atos, como furar a fila, seja ato corrupto tão quão os evidenciados pela Lava Jato.

Explico: É tão difícil para cidadão aceitar que a corrupção começa em pequenos atos dentro de nossas residências por exemplo, quando um pai ou mãe chantageia o filho ou filha que se não comer salada não irá comer doce Como também ao furar fila de um supermercado.

De fato a amplitude de tais atos são diferentes, ou seja, um ato como furar fila prejudica e abarca consequências sobre duas pessoas, enquanto o outro como no caso de propinas pagas com dinheiro público, tem consequências maiores com reflexos na sociedade inteira. Mas o cerne é o mesmo, pois só chegou as consequências gravosas como os pagamentos de propinas a políticos, porque é uma cultura da sociedade em ter pequenos atos corruptos como furar a fila por normal por não ter reflexos amplos e maiores.

Esquecem que a corrupção deve começar a ser combatida em nossas residências através de pequenos atos que lá adiante vai propiciar uma mudança de cultura.

Não é à toa que Leandro Karnal afere que “não há governo corrupto com sociedade honesta”, pois devemos entender que os Governantes e demais políticos são frutos desta nossa sociedade mesma que tem pessoas que furam filas e etc..,e tem tais atos como normais.

Por isso a mudança de cultura é necessário e começa em pequenos atos, através de cada cidadão ao fazer sua parte, pois se não for desta forma, lamentavelmente será esforço inócuo, pois seguimos produzindo políticos na maioria corruptos, advindo de uma sociedade que tem uma cultura de corrupção, em levar vantagens a qualquer custo.

Entenderam porque a corrupção deve começar a ser combatida através de pequenos atos para que haja uma mudança de cultura na sociedade e isso vai ocorrer aos poucos e com cada um dos Senhores cidadãos fazendo a sua parte, ou seja, nós devemos começar a mudar, a começar por nossos próprios atos. Se cada um de nós cidadãos não fazermos a nossa parte não vai adiantar, pois seguimos insistindo no mesmo erro e daí não adianta prender e punir os principais culpados se seguirmos por exemplo elegendo pessoas frutos da sociedade que tem uma cultura como a nossa de corrupção.

Lamentável, mas é uma verdade posta, é hora de mudança e sugiro começarmos por nós mesmos, por nossos atos.

Nenhum comentário: